O de cima sobe e o de baixo desce

By Anônimo - 08:59


Há alguns dias, uma colega de trabalho estava cantando essa música enquanto pegava produtos no depósito, com muito bom humor. Eu fiquei um pouco surpresa, não por ela estar cantando a música mas sim porque eu, burra, não sabia que "bom xi bom xi bom bom bom" e "o de cima sobe e o de baixo desce" faziam parte da mesma canção.
É que quando eu era pequena a internet ainda não tinha tanta coisa pra ver, ainda não tinha You tube (só foi lançado em 2005), não lembro de ter visto algum programa em que elas aparecessem (não que não existisse, mas em 1999 eu tinha 4 anos, então exigir essa lembrança é pedir demais).

Ou seja, só o que eu conhecia dessa música era "bom xi bom xi bom bom bom", sem saber de quem era. Quando eu via os outros trechos, sempre achava que era outra.

Resultado de imagem para o de cima sobe e o debaixo desce
Desigualdades Sociais "filho, ipad pra você" "filho, hoje você vai i pedi"

Enfim, essa música é velha, mas bastante atual. Apesar de ter sido lançada em 1999, os problemas sócio-econômicos que elas mencionam ainda acontecem, apesar de um pouco menos. Afinal, hoje em dia existe Prouni, Sisu, Fies (esse último não se sabe se ainda vai ter ano que vem, por conta do excesso de burocracia). Eu entrei na faculdade graças ao Fies, sem nenhum tipo de bolsa eu sei que não conseguiria pagar.

"Então por que tu ainda achas que o de cima sobe e o debaixo desce, se tu é de baixo e está conseguindo subir?"Reforma trabalhista, reforma previdenciária, Pec 55, Terceirização Irrestrita... quem é rico acha que não é nada, mas pensa em ter mais de 70 anos e ainda estar trabalhando em um lugar cujo serviço é puxado? Com artrite, artrose, escoliose, problemas cardíacos e tudo o que muitos idosos costumam ter?

E ainda tem quem diga que aposentadoria é coisa de vagabundo. Eu acho que ninguém precisa ser vagabundo pra exigir qualidade de vida, pra querer ter dinheiro pra se alimentar, se vestir e pagar as contas em dia. Pra ter dinheiro pra estudar e cuidar bem da própria saúde, ter um teto próprio e tal, porque muitos estão tão embaixo que não conseguem subir nem com os programas de inclusão social do governo. Vinte reais a mais para gastar no final do mês já é uma ameaça de endividamento.
Agora que já fiz um baita textão desenvolvendo o assunto, vamos ouvir logo a música? Afinal, você já deve estar com os olhos ardendo.



Alguém se identificou?
E se não se identificou, conseguiu entender a situação precária?

  • Share:

You Might Also Like

1 Fumados comentaram aqui

E aí, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de dizer que sou um lixo, me mandar pra puta que pariu? Comenta aí!

Obs: Não pagarei seu cardiologista nem seu psicólogo/psiquiatra caso acabe precisando.